LitNews – Últimas Notícias

  • Darkside lança antologia de contos de terror de autores ligados a ABL

Últimas Edições Super Literário

  • Super Literário Pocket #2

Últimos Episódios SuperCast

  • Super Cast #47 - Aladdin

Anúncios

Videos

Ofertas Amazon

Boy Erased e a polêmica sobre a distribuição da adaptação no Brasil

No último final de semana uma grande polêmica sobre a distribuição do filme Boy Erased: Uma verdade anulada ganhou as redes sociais.

Inicialmente o filme seria distribuído no Brasil pela Universal Pictures e tinha estreia prevista para todos os cinemas do país no dia 1º de fevereiro. Entretanto, ao responder à pergunta de um espectador pelo twitter, a distribuidora afirmou que a estreia havia sido cancelada

Entretanto, logo em seguida, Mathew Shurka (advogado e co-fundador da Born Perfect, entidade que trabalha contra a ideia da “cura gay”) afirmou em seu twitter, que o filme estaria sendo alvo de censura.

URGENTE: Estamos recebendo notícias informando que o lançamento de janeiro de @BoyErased foi cancelado no Brasil. Advogados locais estão denunciando a censura do governo brasileiro. Mais está por vir. #BornPerfect @FocusFeatures @TheBornPerfect

O Autor do livro Gerrard Conley também se manifestou sobre a informação, apagando o tweet logo após.

“Boy Erased foi censurado no Brasil. Eu sabia que isso estava por vir e é muito triste que esse tipo de coisa esteja acontecendo num país tão maravilhoso”

Em seguida o autor se manifestou novamente sobre o assunto:

Aparentemente há uma grande confusão – justificável, pois estamos ouvindo fontes em outros país (Brasil) – de que Boy Erased foi censurado. @TheBornPerfect está pesquisando sobre e irá compartilhar o que descobrir. Não vamos nos distrair da situação enfrentada pela comunidade LGBTQ. Fomos treinados para ter medo quando conteúdos importantes forem proibidos, conteúdos que salvam vidas. (Nota: eu acredito ser perigoso usar o termo “fake news” toda vez que você acreditar que alguém está incorreto – podemos fazer melhor uso dessa palavra)

O autor também informou em seguida que após divulgar as informações acima, passou a receber ameaças:

Devo dizer que será um dia muito louco quando eu contar a vocês que não há um grupo de conservadores tentando manchar meu nome para sustentar um presidente cujo histórico com direitos humanos é péssimo.

Como o filme e livro abordam a história real do sofrimento passado por um garoto submetido pelos pais a um programa religioso e nefasto de “cura gay” numa igreja, a acusação de censura se daria em parte pelo fato de tal história ir de encontro com as crenças de parte dos componentes do governo atual, incluindo o presidente, Jair Bolsonaro.

O Presidente, inclusive se manifestou sobre o assunto em sua conta no twitter:

A Universal Pictures, em resposta ao site B9 informou que o cancelamento da estreia se deu unicamente por motivos comerciais. Aparentemente, seu escritório regional relatou, após análise, que o custo do lançamento superaria a expectativa de receita com a bilheteria. O filme, aliás não foi muito bem na bilheterias nos EUA, além de não ter recebido indicações ao Oscar.

A assessoria da Universal informou ainda que outro filme (Bem Vindo a Marwen, dirigido por Robert Zemeckis) também teve sua estreia cancelada pelo mesmo motivo e que Boy Erased deve ser distribuído par ao mercado de home vídeo ainda não primeiro trimestre.

victorogerio Escrito por:

Editor do Super Literário e Editor do Super Cast